Caverna do Diabo e Vale das Ostras


Olá Viajante!

Tudo bem?

Esse post vai ser um passeio muito legal do estado de São Paulo, a Caverna do Diabo e o Vale das Ostras. Essas atrações naturais ficam na região do Vale do Ribeira, onde fica uma das maiores concentrações de Mata Atlântica preservada do Brasil.

Primeiro Salão da Cavera

Caverna do Diabo ou Gruta da Tapagem se localiza no município de Eldorado, é considerada a maior do Estado de São Paulo. São 6 km de extensão porém até o momento apenas 1 km pode ser visitado. Ela tem diversos salões com formações rochosas impressionantes.

Um dos maiores Salões da Caverna – a Catedral

Tem baixa dificuldade para se locomover dentro da Caverna por contar com plataformas e escadarias. A iluminação da Caverna foi mudada para que não altere tanto suas formações. O ar dentro da Caverna é super limpo e faz bastante calor.

Estrutura dentro da Caverna

Importante contratar um guia cadastrado para acompanhar as pessoas na Caverna e no Vale. O Petar que toma conta do Parque tem guias que podem te apresentar tudo e é super divertido. Nós ficamos com as luzes totalmente apagadas em um momento para ver quão escuro é dentro da caverna. É meio assustador!

Espeleotemas com várias formas diferentes

Próximo da Caverna, tem o Vale das Ostras é conjunto de trilhas e cachoeiras maravilhosas. Mas informo que tem que estar preparado para andar. São 1,5km de subida para chegar na entrada da trilha e são quase 10 km de trilhas para passar nas quase 10 cachoeiras. Mas super vale a pena, para quem nunca fez trilha, como eu, é um mistura de superação e desafio que voce passa. Eu amei! Apesar de ficar bem cansada e acabada no dia seguinte.

Trilha para chegar no Vale das Ostras

Você passa por piscinas naturais, trilhas que passam por rios, escaladas, etc. Pegamos um dia de chuva, então estava com muita lama e partes escorregadias, tivemos que andar com muito cuidado, tive uns tombos e uns ralados durante o percurso mas nada de mais!

Trilha passando pelo rio
Piscinas com águas cristalinas

Importante: além do guia usar roupa apropriadas a fazer o passeio como calça, tênis ou bota de trekking, repelente e roupas de banho. Como no vale não tem local de alimentação: levar coisas leves como água e lanche leve para caso sentir forme. E leve sacola para recolher o seu lixo e trazer para casa, para continuar com o local preservado.

Um das cachoeiras da trilha

O ápice do passeio é a Cachoeira de Queda do Meu Deus, são 53 metros de queda d’água, um das maiores do Estado. E tem pequena Caverna debaixo de sua queda.

Cachoeira Queda do Meu Deus

O nome se dá a realmente quando a pessoa ve a Cachoeira pela primeira vez e ela fala: “Meu Deus“, então o nome ficou. Esse passeio da Caverna e o Vale o dia inteiro com uma pausa para almoço. Na base da Caverna do Diabo tem restaurante e banheiro, assim pode utilizar antes de ir ao Vale.

Queda do Meu Deus e a piscina que forma em sua base

É um passeio que vale super apena, crianças maiores de 07 anos já podem participar a idosos que tem boa disposição para fazer longas caminhadas. Os valores são pagos direto com seu guia.

O Petar tem vários outras opções de caverna e atividades para fazer ali na região. Um deles é o Bóia Cross, esse farei em breve.

Espero que tenha gostado! Coloca aqui nos comentários se conhece a Caverna ou te vontade de conhecer?

Beijo

Natasha Florencio


 

Comments

comments

29 respostas para “Caverna do Diabo e Vale das Ostras”

  1. Eu gostaria muito de voltar ao Brasil. A zona que eu visitei foi Porto Seguro mas ainda não desisti de voltar aí e um dos locais que está na lista é São Paulo. Obrigada pelas sugestões… quem sabe se mais tarde não serei a fazer um post sobre esse lugar.
    Bjnhs

  2. Adorei o post! O Brasil tem tantos pontos naturais que podem ser visitados, mas não conhecia esses. Achei legal também que você frisou a importância de um guia de turismo qualificado para acompanhar no passeio, já que hoje em dia muita gente acha que é só chegar e ir. Parabéns e sucesso!

  3. Minha avó mora em Registro e sempre que estou na estrada pra lá vejo a placa indicando a Caverna.
    Confesso que sempre imaginei que não valeria a visita, mas vendo suas fotos, mudei de ideia!
    É muito maior do que eu imaginava e com certeza vou conhecer na próxima!

  4. Que lugar mais lindo, parece ser uma ótima opção para passar o dia com a família, se divertindo e renovando as energias.
    Fiquei com vontade de conhecer de pertinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *